O que são os contratos administrativos?

Compartilhar Artigo:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Fala pessoal, vamos continuar falando sobre a Nova Lei de Licitações e Contratos?

 

E hoje vamos dar atenção para uma pequena, mas importante parte desta lei, os contratos administrativos.

 

Meu nome é Marden França, sou advogado e servidor público lotado na Superintendência Central de Compras Governamentais e Logística da SEAD.

 

Primeiro ponto a se destacar, não entenda os contratos administrativos como sendo um contrato assinado por particulares, por exemplo, um contrato de compra e venda de automóvel.

 

Estes dois documentos são bem diferentes, pois no contrato administrativo nós temos que cumprir normas dispostas na nova lei de licitações e contratos, devemos cumprir os preceitos de Direito Público e, apenas de forma complementar, pensamos então na teoria geral dos contratos e das normas de direito privado.

 

Um pouco complicado? Vou tentar explicar essas diferenças, começando pelos preceitos de Direito Público.

 

A Administração Pública existe para servir o cidadão e, durante este trabalho de servidão ela deve cumprir com determinados princípios. Por exemplo, o princípio da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.

 

Bom, aqui logo de cara entendemos uma grande diferença entre os dois tipos de contratos. Enquanto nos contratos particulares existe sempre uma parcialidade nos deveres e obrigações das partes, no administrativo deve-se manter a imparcialidade, em que deve haver um esforço para que uma parte não seja privilegiada em detrimento de outras.

 

A publicidade é regra nos contratos administrativos, todos os cidadãos têm o direito de saber os detalhes dos contratos envolvendo a Administração Pública, enquanto nos contratos particulares muitas vezes o que prevalece é o dever de sigilo, com algumas exceções, por exemplo, no contrato de compra e venda de imóveis (escritura pública) que deve ser registrada em cartório para ter validade jurídica.

 

Certo, até aqui você compreendeu um pouco a diferença dos contratos e quando falarmos de contratos administrativos esqueça daquele contrato que você assinou e adquiriu seu último pacote de viagens.

Mais artigos

Empresa em Recuperação Judicial pode participar de licitação?

Empresa em Recuperação Judicial pode participar de licitação?

Recuperação Judicial não significa falência, significa que a empresa recebeu uma autorização judicial para continuar suas atividades e que o...

25 de fevereiro de 2022
Dê me uma vela e um prego e eu lhe direi o que é licitação

Dê me uma vela e um prego e eu lhe direi o que é licitação

  A licitação não começou aqui no Brasil, ela tem origem na Europa e o mais interessante, ela era conhecida...

11 de fevereiro de 2022
As empresas fantasmas nas licitações

As empresas fantasmas nas licitações

Quem aí quer entender um pouco mais sobre os "esquemas" nas licitações públicas?   Vamos ser realistas, quando se fala...

4 de fevereiro de 2022
× Fale com um advogado